O intercâmbio muda a sua vida

A oceanógrafa Sullen Lehmkuh, de Santa Catarina, conta como a interdisciplinaridade a ajudou a desenvolver sua pesquisa na Holanda.

Meu nome é Sullen Lourenço Lehmkuhl. Sou graduada em Oceanografia pela Universidade Federal de Santa Catarina.
 Em 2012, enquanto ainda cursava meu bacharelado, o programa Ciência sem Fronteiras me oportunizou uma bolsa de intercâmbio de duração de um ano no país de minha escolha, a Holanda. Alguns devem perguntar porque a Holanda? Sullen HZO que tem de tão especial? Bom, a Holanda é um país pioneiro a respeito de interação com o meio ambiente, por isso são muito mais avançados tecnologicamente e culturalmente nesse quesito. Meus ideais pessoais e de formação me levaram a escolher esse país maravilhoso que tem muito a ensinar a todo o mundo, além disso, todos falam inglês! 

Estudo

No início de minha graduação, meus interesses estavam voltados para a ecologia e em uma forma de trabalhar em conjunto com o meio ambiente. Entretanto, quando tive a oportunidade de fazer o intercâmbio resolvi escolher uma área um pouco diferente, optei pelo programa de Deltas, na HZ University of Applied Sciences, que fica em Vlissingen, na província de Zeeland, sudoeste do país (sim, a Holanda é muito mais que Amsterdam = ). Este programa é dividido em duas áreas diferentes: Gerenciamento de Águas e Gerenciamento de Deltas. Eu tive a oportunidade de escolher disciplinas distintas de ambos os cursos.

O ensino na Holanda

Como é de se esperar, uma cultura diferente agrega um modo de ensino diferente do que estamos acostumados. O ensino holandês é extremamente multicultural, multidisciplinar e de alta qualidade, e exige muito mais autodidatismo, por parte do aluno, do que o ensino brasileiro. Este estilo tipicamente “dutch” é uma das chaves para um grande crescimento profissional e pessoal. A sinceridade holandesa é algo que não estamos acostumados e, não, eles não estão sendo grosseiros, e não é nada pessoal, quando lhe dizem: “Isto está péssimo, refaça! ”, estão apenas sendo sinceros e lhe dando a oportunidade de fazer melhor. Dentre vários outros pontos, a criatividade e o trabalho em grupo são abordados constantemente, aproveite os “meetings”.

Futuro

Eu gosto de dizer que um programa de intercâmbio muda a sua vida. Morar sozinho, conhecer diferentes culturas e línguas, se adaptando ao novo não lhe permite voltar a ser o que era antes. A Holanda fez com que eu me apaixonasse perdidamente por suas vilas, seus canais intermináveis, seus moinhos de vento, as bicicletas e seu povo de uma cultura e um estilo de vida inigualáveis, se tornando aconchegante e única.

Em meu futuro está uma, das várias, bolsa de estudo superior oferecidas na Holanda.  

Dicas

o             Aventure-se, o desconhecido e o novo geram experiências;

o             Compre uma bike! Economia e saúde juntos!

o             Aproveite ao máximo a cultura holandesa, ela tem muito a nos ensinar;

o             Tente aprender o Holandês;

o             Live Holland!     

Praticando multidisciplinariedade : A Educação superior na Holanda concilia teoria e prática, sempre valorizando a integração entre as disciplinas. Saiba como foi a experiência de Sullen e como funcionou o desenvolvimento da sua pesquisa. (581 kB)

 

Nome: Sullen Lourenço Lehmkuhl

Curso: Oceanografia

Universidade no Brasil: Universidade Federal de Santa Catarina

Universidade na Holanda: Universidade Federal de Santa Catarina

última modificação 2014-09-21 04:43