"É incrível morar em um local onde o sistema educacional é tão bem avaliado e ainda poder aproveitar lindas paisagens"

O doutorando Eric Araujo conta as razões que o motivaram a escolher a Holanda como destino de estudos.

Depoimento Eric Araujo 3 - Zaanse SchansSão inúmeros os fatores que me fizeram optar pela Holanda. Creio que o que mais descreve a minha escolha é a relação entre a qualidade de vida e nível de educação. Além de ser o foco do meu estudo de doutoramento, sempre que procurava matérias sobre alternativas para melhorar a qualidade de vida das pessoas, me deparava com trabalhos desenvolvidos na Holanda. As infindáveis ciclovias são apenas um pouco do que o país oferece em termos de espaços comunitários para práticas de esportes e para desenvolvimento de atividades físicas. Academias ao ar livre e parques são muito utilizados pelos cidadãos para corridas, pedaladas ou até mesmo boxe! Além disso, toda a beleza das paisagens holandesas, as tulipas, o queijo e os canais sempre me chamaram a atenção. É incrível morar em um local onde o sistema educacional é tão bem avaliado e reconhecido pelo mundo todo, e ainda poder aproveitar lindas paisagens na ida para a universidade ou para qualquer lugar.

Estrutura da Instituição acadêmica

A VU Amsterdam tem uma estrutura muito bacana. O campus fica localizado na região sul de Amsterdam, e os laboratórios e salas de aula são muito modernos. A equipe de trabalho onde atuo recebe os recursos necessários para desenvolvimento dos projetos, além de uma grande quantidade de professores e pesquisadores com grande conhecimento para te ajudar.

O doutorando aqui não é considerado estudante, como no Brasil. Somos tratados como funcionários pesquisadores da Universidade, o que faz uma diferença grande na nossa relação com a pesquisa. Assistimos apenas as disciplinas que nos interessam, e começamos a desenvolver pesquisa desde o primeiro dia de doutorado. O meu grupo é muito cooperativo, e desenvolve vários trabalhos em paralelo. Além disso, te dão todo o suporte no processo de visto, moradia e pesquisa. A burocracia é bem reduzida em relação ao que estamos acostumados...

A relação com o orientador também é muito boa. Meu orientador está sempre disponível, e apoia de maneira muito Depoimento Eric Araujo 1intensa todas as etapas do doutoramento. A relação da universidade com empresas privadas é algo que também deve ser destacado. O financiamento de pesquisa por empresas holandesas permite que os doutorandos estejam em contato com o mercado de trabalho durante sua pesquisa.

Os alunos de doutoramento participam de um curso para orientar a pesquisa e ajuda-los na sua relação com o orientador e no planejamento de suas atividades. Além disso, inúmeros congressos e disciplinas interessantes ficam à disposição dos doutorandos. O resultado é nítido e o trabalho coletivo ajuda bastante a realçar a qualidade das pesquisas.

O que me atraiu bastante para minha pesquisa foi a interdisciplinaridade do assunto. Aqui na Holanda há um incentivo grande à inovação, à pesquisa aplicada e à junção de campos de pesquisa distintos. A minha pesquisa envolve conhecimentos de Neurociência, Redes Sociais e Modelagem Computacional, além da área de Saúde. A ideia é criar modelos para predição de comportamentos coletivos com o intuito de intervir nas relações das pessoas a fim de apoiá-las em atividades que não consigam fazer sozinhas, ou no intuito de motivá-las a ter hábitos mais saudáveis. Para isso temos suporte de várias empresas privadas que fornecem equipamentos e pesquisadores para auxiliar o trabalho.

O desenvolvimento da pesquisa tem me ajudado a aumentar consideravelmente meus conhecimentos, e certamente poderei aplicar esses conhecimentos nas pesquisas no Brasil quando voltar. É um campo novo e totalmente cheio de possibilidades interessantes. A curiosidade no desenvolvimento das pesquisas é incentivada no grupo, o que torna o trabalho mais prazeroso e interessante. Caso queria conhecer mais sobre o que fazemos, basta acessar http://asr.cs.vu.nl.

Minha rotina

A Holanda é muito conhecida por suas bicicletas. Estima-se que em Amsterdam tenham duas bicicletas por habitante. Mesmo no frio de inverno de fevereiro é possível ver as pessoas pedalando nas ótimas ciclovias que te levam pra qualquer lugar da cidade em um tempo até menor do que usando o transporte público ou carro.


Caso esteja em um dia de preguiça, pode pegar o metrô, o tram (tipo bondinho) ou um ônibus sem medo: o serviço é excelente, por um custo aceitável e totalmente seguro. Sim, na Holanda você pode abrir seu Laptop às 23h00 da noite dentro do ônibus sem problemas. O país apresenta uma das taxas de criminalidade mais baixas da Europa, e tem como facilitador para manutenção deste status a igualdade social. As pessoas são bem pagas, independente de sua profissão.

Depoimento Eric Araujo 2 - TRAMEu sempre vou para a VU de bicicleta ou de metrô. A estação fica a poucos minutos de casa, e te deixa na porta da universidade. De bicicleta são 25 minutos, no máximo, com um trânsito intenso de bicicletas no alto verão. Com o tempo acostuma e não consegue mais ficar sem se deslocar sem sua bike.

Por ser um país cosmopolita, e com influência de várias culturas, a Holanda apresenta uma culinária vasta e variada. Para um estudante que queira cozinhar, restaurantes apresentam ótimo custo-benefício, e sempre pode-se encontrar um supermercado perto do local onde ficam as moradias estudantis. A Universidade também tem várias lanchonetes e restaurantes no Campus a um preço bem mais acessível do que nos restaurantes da cidade.

Apesar de ser uma cidade turística, creio que os preços aqui são consideravelmente justos. O mais caro é o aluguel, que pode custar entre 400 e 600 euros, de acordo com o local e o tipo de acomodação. As moradias estudantis são excelentes, e a maior parte delas fornece a mobília completa. Para estudantes de doutorado pleno, como eu, um contrato Long Term é o mais indicado, a fim de que se possa ficar no mesmo local por até 5 anos sem ter que se preocupar em procurar outro apartamento para morar. A companhia que toma conta das moradias é a Duwo, e tem inúmeras opções de moradia. O sistema de pagamento é totalmente virtual, o que é mais uma facilidade.

Como ninguém é de ferro, nos fins de semana a Holanda ainda apresenta excelentes opções de passeios. Além dos parques gigantes e lindos, onde você pode fazer um churrasco ou só sentar para ler um livro e admirar a paisagem, você tem cidades próximas que consegue chegar em no máximo duas horas de trem, e onde pode encontrar atrações como o Parque Nacional Hoge Veluwe, ou o parque de diversões Walibi. Há também as simpáticas cidades de Utrecht, Alkmaar, Den Haag (ou Haia) e o Zaanse Schans, um lindo lugar para conhecer o interior da Holanda. Isso sem contar os inúmeros museus (que são super legais), a Casa da Anne Frank, e as demais atrações culturais que recheiam a cidade nos fins de semana.

Minha mais alta recomendação à Holanda para futuros intercambistas como para pesquisadores de doutorado e pós doutorado! É um pacote completo: boa pesquisa, ótimo ambiente de trabalho e relacionamento e um lindo local com grande incentivo a um estilo de vida saudável. Se tivesse que escolher para onde ir estudar novamente, creio que não pensaria duas vezes em voltar para a Holanda. Uma cultura única e uma grande estrutura para recepção de estrangeiros.

Eric Araújo

PHD - VU Amsterdam 

 

 

última modificação 2015-05-26 22:20