Aprendendo a se adaptar e a gostar de um novo método de ensino

Conheça a história de Júlio Benedetti que cursou mestrado em "Gestão de Destinos Turísticos" na Holanda.

Name: JULIO BENEDETTI

Studying at:              NHTV Breda University of Applied Sciences

Study:            MASTER: TDM – Tourism Destination Management (Mestrado em Gestão de Destinos Turísticos)

Por quê a Holanda?

Depois de me tornar bacharel em Turismo no Brasil, trabalhei por quase 2 anos e sempre tive a intenção de cursar mestrado na Europa. Então tive acesso a lista de instituições de ensino no site Organização Mundial do Turismo e fiquei feliz em achar uma instituição holandesa renomada como a NHTV, já que estudar na Holanda parecia uma ótima oportunidade. Depois pesquisei sobre os cursos e era simplesmente perfeito, exatamente o tipo de curso que estava procurando.

Depoimento _ Julio _ Arenque

A verdadeira experiência holandesa

Visitei a Holanda uma vez antes de ir estudar lá – muitos anos atrás – então eu já tinha uma ideia sobre o país. Mas vivenciar em primeira mão a vida na Holanda, co amigos holandeses e de todas as partes do mundo, tentar aprender a língua (mesmo que as aulas e TODOS falem inglês) foi uma experiência bem diferente de ser um turista – mais difícil mas definitivamente muito mais interessante e recompensadora!

Aprendendo a se adaptar e a gostar de um novo método educativo

Percebi que os métodos de ensino na Holanda eram muito interessantes e, em geral, bem diferentes dos métodos no Brasil. Durante o meu mestrado, fui constantemente motivado pelos professores para dar minha opinião, discutir e analisar de modo crítico os livros, conceitos, aulas, etc. Na Holanda, os professores te incentivam a refletir ao invés de apenas aceitar quaisquer idéias já prontas. Também aprendi muito sobre como me comunicar de modo efetivo, como debater e ser persuasivo, ao mesmo tempo aceitando a opinião e as idéias de outras pessoas para chegar a um consenso geral – algo que considero muito “holandês” e que me serve e servirá para o resta do vida, tanto pessoal quanto profissional.

A vida de estudante

Eu acordo, tomo um café em uma padaria perto de casa e daí vou de bicicleta até a Universidade. Como a grande maioria dos holandeses, gosto de tomar o café (com leite) nos intervalos entre as aulas. Quando minhas aulas teminam, volto para casa, descanso, cozinho e faço tarefas, projetos, etc. De quinta à sábado, saio com amigos no centro da cidade, que tem vários barzinhos e discotecas. Quando faz sol, todos vão para os parques fazer piquenique, tomar uma cerveja e deitar na grama.Depoimento _ Julio _ Arenque real

Apesar de no início eu achar confuso a vida regrada (tudo tem horário marcado) dos holandeses, aprendi uma grande lição que acho útil a tantos de nós brasileiros: a planejar com antecedência, a não perder tempo e a ser mais eficiente, de modo que possa cumprir com meus deveres de estudante na Universidade mas também aproveitar muito a vida social agitada de um estudante na Holanda.

última modificação 2013-07-29 18:51