Brasil recebe visita de comitiva de educação superior

Publication date: 2015-03-04 17:32

Tradicional parceiro comercial e acadêmico do Brasil, a Holanda está cada vez mais empenhada em estimular a cooperação científica e na área de educação entre os dois países. Nesse âmbito, de 5 a 11 de março o Diretor Geral de Ensino Superior, Educação Profissional, Ciência e Emancipação do Ministério Holandês da Educação, Cultura e Ciência, o Sr. Hans Schutte visitará o Brasil.

Tradicional parceiro comercial e acadêmico do Brasil, a Holanda está cada vez mais empenhada em estimular a cooperação científica e na área de educação entre os dois países. Nesse âmbito, de 5 a 11 de março o Diretor Geral de Ensino Superior, Educação Profissional, Ciência e Emancipação do Ministério Holandês da Educação, Cultura e Ciência, o Sr. Hans Schutte visitará o Brasil. Ele estará acompanhado por uma delegação com representantes de institutos de ensino superior e terá encontros no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte, em Brasília e em São Paulo. Entre os institutos presentes estarão o Shipping Transport College (STC), a The Hague University of Applied Sciences (THUAS) e Skills Netherlands. A delegação irá visitar vários ministérios do governo federal e órgãos estaduais para discutir oportunidades no âmbito de cooperação na área de pesquisa, a educação superior e profissional.

A troca de experiências e o conhecimento sobre inovação na área de educação profissional serão tópicos importantes na mesa quando a comitiva for recebida no Ministério da Educação (MEC), na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec). A intenção da missão será indicar novas perspectivas para aprofundar ainda mais a já estabelecida  cooperação entre os dois Países. "O objetivo é trabalhar para implementar os projetos discutidos durante a missão e aprofundar ainda mais as relações entre o Brasil e a Holanda na área de educação superior; identificar as áreas de excelência na área de educação profissional e explorar potencial de internacionalização dessa", afirma Han Peters, embaixador dos Países Baixos no Brasil.

 Com 11 das 14 universidades de pesquisa alocadas no top 200 do ranking das melhores universidades do planeta (estando 6 delas no top 100), a Holanda possui o terceiro melhor sistema de ensino superior do mundo, de acordo com o conceituado  o Times Higher Education Ranking (2014-15). Um resultado a destacar para um país com apenas 17 milhões de habitantes e uma área territorial menor que o Estado do Rio de Janeiro.

 O grupo de estudantes Brasileiros com destino `a Holanda duplicou nos últimos dois anos. O Ciência sem Fronteiras Holanda, tem alcançado resultados altamente positivos: A primeira fase do programa levou cerca de  2000 bolsistas brasileiros para a Holanda, incluindo os alunos  já  selecionados que iniciarão os estudos em setembro de 2015. Cinquenta porcento dos estudantes de graduação participam  no programa em universidades de ciências aplicadas,  e muitos deles tiveram a oportunidade de complementar a experiência acadêmica  realizando pesquisas práticas e  estágios . A Holanda também vem recebendo diversos alunos dos Institutos Federais de Educação  da  Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Como consequência, houve um acréscimo no número de acordos de cooperação entre as universidades de ciências aplicadas Holandesas e essas instituições.

Na área de cooperação cientifica, a Holanda mantém excelentes relações com, por exemplo, o CNPq e  a FAPESP e tem a intensão de ampliar cooperação com o SENAI. Um dos pontos fortes dosPaíses baixos é a intensa conexão entre as empresas e pesquisa aplicada. Um exemplo de uma parceria público privada entre pesquisadores e empresas é o Be-Basic. Para detalhes veja http://www.be-basic.org/be-basic-brazil/research.html

O país está ainda investindo para ampliar o número de Holandeses nas universidades brasileiras, através do novo programa de bolsas do Governo Holandês Holland Scholarship, que visa estimular a  mobilidade de estudantes para países fora da Europa. Além disso, cooperações entre universidades Holandesas e Brasileiras facilitam o intercambio, entre os dois países para estudo e pesquisa. Um projeto inovador nesta área é o Living Lab Biobased Brazil, onde três universidades de Minas Gerais e três holandesas estão desenvolvendo projetos em conjunto, buscando manter um fluxo permanente de conhecimento entre os  países através do intercambio de estudantes e professores. Saiba mais sobre este projeto www.biobasedbrazil.org.

As instituições brasileiras que desejam saber mais sobre  educação superior na Holanda, encontram informações no site www.nesobrazil.org.https://www.nesobrazil.org/organizacoes-brasileiras

 Aqueles que já tiveram a oportunidade de ter estudado na Holanda podem aproveitar a  visita do Diretor Geral para um encontro informal. Veja: http://www.hanbrazil.org/site/br/evento/visita-da-delegacao-holandesa-de-educacao-ao-brasil

última modificação 2015-03-04 17:32